Grécia e Itália terão agenda comum na presidência da UE

A Grécia e a Itália concordaram em transformar seus respectivos mandatos de seis meses na presidência da União Europeia em um governo de um ano inteiro com uma agenda comum, anunciou o primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, em uma entrevista à imprensa junto com o primeiro-ministro italiano, Enrico Letta.

Agencia Estado

29 de julho de 2013 | 09h09

Samaras afirmou que o ano de 2014, em que os dois países vão presidir a UE, será importante para a região, já que muitos instrumentos cruciais criados recentemente serão colocados em prática. Letta disse que Samaras visitará Roma em setembro para finalizarem a agenda comum e acrescentou que os principais focos serão a competitividade, os investimentos e o desemprego.

A Grécia deverá assumir a presidência rotativa da UE em 1º de janeiro, seguida pela Itália seis meses depois. Letta também informou que seu país vai se beneficiar de uma saída da Grécia da crise e pediu que o governo endividado se concentre em implementar o programa de convergência no tempo certo. Fonte: Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
UEGréciaItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.