Grécia planeja mais cortes e impostos, dizem fontes

A Grécia decidiu cortar aposentadorias, taxar a renda de cidadãos com salários baixos e colocar cerca de 30 mil funcionários públicos numa reserva especial neste ano, de acordo com autoridades do governo. As medidas têm como objetivo garantir o cumprimento das metas de redução do déficit orçamentário grego.

GUSTAVO NICOLETTA, Agencia Estado

21 de setembro de 2011 | 14h59

Logo após uma reunião de gabinete em que foram debatidas as novas medidas, uma autoridade do Ministério de Finanças da Grécia disse que o governo passará a cobrar imposto de renda dos gregos que recebem 5 mil euros por ano a partir de 2012. Atualmente, paga imposto quem ganha acima de 8 mil euros anuais.

Outra autoridade disse que o governo decidiu reduzir as aposentadorias. Os aposentados que recebem mais de 1.200 euros mensais podem sofrer um corte de 20% no valor que exceder esse nível. Para os aposentados de 55 anos que recebem mais do que 1.200 euros, esse corte pode chegar a 40%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciacorteaposentadoriaimposto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.