Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Grécia precisa cumprir promessas com credores externos, alerta BC

Em relatório, BC da Grécia prevê mais um ano de recessão para o país; documento segue-se ao alerta do FMI sobre os riscos elevados que o programa de empréstimo para o país enfrenta

Andréia Lago, da Agência Estado,

19 de março de 2012 | 13h52

ATENAS - A Grécia tem uma responsabilidade histórica de implementar as promessas feitas aos credores internacionais em troca de ajuda adicional assim que o novo governo assumir, após as eleições, alertou nesta segunda-feira, 19,  o banco central grego em seu relatório monetário. No documento, o BC da Grécia prevê mais um ano de recessão econômica no país, e ressalta que as dúvidas sobre a determinação do governo e da sociedade em pressionar decisivamente pelo avanço das reformas ainda permanecem.

"Essa desconfiança é justificada. Para permitir que o sentimento melhore e a confiança na economia grega seja restaurada, é preciso que haja um ajuste à nova realidade, implementação estrita do que foi acordado e a correção dos desequilíbrios do passado", alerta o Banco da Grécia.

O relatório segue-se ao alerta feito pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), na semana passada, de que o programa de empréstimo para a Grécia enfrenta riscos "excepcionalmente elevados" e que poderá levar mais de uma década para o país consertar seus problemas de competitividade.

O banco central prevê contração de 4,5% no PIB da Grécia neste ano, com potencial melhora em 2013, mas não o suficiente para colocar a economia novamente numa trajetória de crescimento. A economia grega, segundo o relatório do BC, ainda deverá se contrair 0,5% em 2013, o que completaria um longo ciclo de seis anos de recessão no país. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
GréciaCrise europeiaFMI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.