Greenspan não descarta ação agressiva sobre juros nos EUA

O presidente do banco central dos Estados Unidos (Federal Reserve), Alan Greenspan, alertou que a alta persistente do petróleo poderá provocar um efeito inflacionário generalizado e que as autoridades monetárias podem elevar agressivamente o juro se suas previsões de inflação moderada mostrarem-se errôneas.Em conferência a um grupo de representantes de bancos centrais do mundo, Greenspan afirmou que o Fed ainda espera adotar elevação gradual das taxas de juro. Mas expressou desconforto em relação às perspectivas da inflação, observando "significante" alta no potencial dos preços das companhias norte-americanas e classificando como "preocupante" a alta do petróleo."O Comitê defende, como vocês sabem, que a política monetária acomodatícia pode ser removida de forma controlada. Tal conclusão é baseada no melhor julgamento recente sobre como as forças econômicas e financeiras irão desenvolver-se nos próximos meses e trimestres. Se tal julgamento mostrar-se incorreto, no entanto, o Fed está preparado para fazer o que for necessário a fim de cumprir suas obrigações para garantir a manutenção da estabilidade dos preços, assim como para garantir crescimento sustentado ao máximo da economia", acrescentou.As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.