Gregos protestam contra demissões

Cerca de 3 mil manifestantes filiados ao Partido Comunista da Grécia e estudantes fizeram uma passeata ontem em Atenas, na Grécia, em solidariedades à greve que ocorre há dois meses na Hellenic Halyvourgianuma, uma das principais siderúrgicas do país. A paralisação ocorreu após demissão de funcionários e redução de salários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.