Greve da CEF continua em São Paulo, informa sindicato

Os bancários da Caixa Econômica Federal (CEF) da base do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região estabeleceram, em assembléia, a continuidade da greve. Uma nova assembléia está agendada para amanhã, às 14h, quando deverão avaliar o resultado das negociações que ainda são mantidas em Brasília entre a Confederação Nacional dos Bancários (CNB) e a diretoria da CEF. Segundo a CNB, a greve dos funcionários da CEF atinge pelo menos 21 capitais do País, com adesão em torno de 90% em cada uma delas. Os funcionários do banco querem reajuste salarial linear de 12,6%, como o recebido pelos bancários da iniciativa privada, e correção da cesta alimentação de R$ 80 para R$ 200. A CEF oferece reajuste de 12,6% sobre o salário padrão e demais verbas, exceto ajuste cesta alimentação, para a qual o índice seria de 5%. Não há previsão para o término da negociação entre CNB e CEF em Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.