Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Greve de caminhoneiros fez investimentos despencarem 11,3% em maio ante abril

Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), na comparação com maio de 2017, investimentos encolheram 4,5%

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

05 Julho 2018 | 15h50

RIO-  A greve de caminhoneiros derrubou os investimentos no País em maio, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF, medida dos investimentos no PIB) teve retração de 11,3% em relação a abril.

+ Indústria despenca 10,9% em maio e retrocede ao patamar de 15 anos atrás

Na comparação com maio de 2017, os investimentos encolheram 4,5% em maio deste ano. No trimestre encerrado em maio, a queda foi de 1,2% ante o trimestre anterior. No acumulado em 12 meses, entretanto, o indicador de investimentos cresceu 1,3%.

Na passagem de abril para maio, o consumo aparente de máquinas e equipamentos (Came) - soma da produção interna de bens de capital e das importações, excluídas as exportações - recuou 14,6%. A produção interna de bens de capital já excluídas as exportações caiu 12,8%, enquanto a importação de bens de capital encolheu 9,8%.

Segundo o Ipea, o bloqueio das estradas em todo o País, que se prolongou por 11 dias do mês, afetou inclusive o componente de construção civil, que teve redução de 11,5% em relação a abril. Já o componente denominado "outros ativos fixos" registrou uma queda de 4,7% em maio.

 

Mais conteúdo sobre:
greveinvestimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.