Miguel A. Lopes/EFE
Miguel A. Lopes/EFE

Greve de pilotos da TAP causa cancelamento de 35 voos

Programada para durar dez dias, a paralisação na operadora dos principais aeroportos de Portugal afetou o trajeto entre a cidade do Porto e o Rio de Janeiro

Fernando Nakagawa, correspondente, O Estado de S. Paulo

01 Maio 2015 | 10h06

LONDRES - A greve dos pilotos da companhia aérea TAP começou nesta sexta-feira, 1º, e 35 voos foram cancelados durante as primeiras horas do dia até 9h30 no horário de Lisboa (5h30 em Brasília). Um voo programado entre as cidades do Porto e o Rio de Janeiro foi cancelado. Já o voo da manhã entre Lisboa e Guarulhos foi realizado.

De acordo com informação divulgada pela empresa aérea e a operadora dos principais aeroportos de Portugal, a ANA, foram cancelados 24 voos no principal terminal da TAP em Lisboa e outros 11 voos não foram realizados no aeroporto do Porto, no norte do país. Entre os voos, foi cancelado o TP 61 que estava programado para deixar a cidade do Porto às 9h40 no horário local em direção ao aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

Entre os destinos que tiveram frequências canceladas em Lisboa, estão Madri e Barcelona (Espanha), Zurique (Suíça), Bruxelas (Bélgica), Londres e Manchester (Inglaterra) e Lyon (França). Esses cancelamentos em Lisboa podem prejudicar passageiros brasileiros em conexão que desembarcam de voos que deixaram o Brasil na noite de quinta-feira e chegaram durante manhã à capital portuguesa.

Programada para durar dez dias, a paralisação é um protesto contra o processo de privatização da empresa aérea. O governo do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho pretende vender a empresa ao capital privado ainda no primeiro semestre.

Mais conteúdo sobre:
greveTapPortugal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.