Nelson Andrade
Nelson Andrade

Greve dos caminhoneiros pode antecipar paralisação de petroleiros

Federação Única dos Petroleiros (FUP) fará reunião para discutir se a categoria entrará em greve nos próximos dias

Vinicius Neder, O Estado de S. Paulo

26 Maio 2018 | 17h15

RIO -  Dirigentes da Federação Única dos Petroleiros (FUP) farão uma reunião neste sábado, 26, para discutir se a categoria se unirá aos caminhoneiros em greve, nas próximas semanas. Há duas semanas, a FUP aprovou greve por tempo indeterminado, mas sem definir uma data de início. Segundo o coordenador-geral da FUP, José Maria Rangel, os protestos nas estradas podem acelerar o cronograma de atividades de greve definido pela entidade.

++ AO VIVO: Acompanhe a greve dos caminhoneiros em tempo real

A FUP divulgou um calendário que previa a definição da data de início da greve para o próximo dia 12, mas isso pode ser antecipado. “Vamos fazer algumas reavaliações”, disse Rangel, se referindo à reunião deste sábado.

Segundo o líder sindical, o movimento dos caminhoneiros “jogou luz” sobre a política de preços da Petrobrás, assunto que vem sendo tratado pela FUP “há bastante tempo”. “A questão central nos preços dos combustíveis não são os tributos, é a política do Pedro Parente”, disse Rangel, se referindo ao presidente da Petrobras.

++ Polícia escolta carreta para abastecer viaturas e ambulâncias em Jundiaí

Mais cedo, trabalhadores da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), unidade da Petrobras instalada em Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, cruzaram os braços no turno de 8 horas a 16 horas, informou o Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Sul (Sindipetro-RS).

Segundo Rangel, a paralisação faz parte do cronograma de greve da FUP, que dedicou a semana do dia 21 ao 24 a “mobilização e agitação”. O coordenador-geral da FUP informou que, ao longo da semana, houve paralisações semelhantes nas refinarias Reduc, no Rio, e Regap, em Minas Gerais.

++ Governadores do Nordeste e de Minas reagem à perda do ICMS sobre combustíveis

A assessoria de imprensa da Petrobrás informou mais cedo que a operação da Refap não foi afetada neste sábado. Isso porque os trabalhadores do turno anterior, de meia-noite às 8 horas, assumiram os trabalhos. Segundo a Petrobrás, há bloqueios em várias refinarias, mas nenhuma unidade teve impacto na operação de produção.

Greve dos Caminhoneiros AO VIVO

Acompanhe aqui outras notícias sobre a greve dos caminhoneiros minuto a minuto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.