Greve dos Correios atrasa 70 milhões de entregas em 9 dias

Esse total equivale, segundo a assessoria, a dois dias de trabalho

Gerusa Marques, da Agência Estado,

09 de julho de 2008 | 20h40

Desde o início da greve dos funcionários dos Correios, que hoje completa nove dias, 70 milhões de objetos - entre correspondências e encomendas - chegaram com atraso aos seus destinatários ou ainda não chegaram, informou há pouco a Assessoria de Imprensa da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). Esse total equivale, segundo a assessoria, a dois dias de trabalho, já que a empresa entrega por dia, em períodos de funcionamento normal, 33 milhões de objetos. Segundo o balanço do dia de hoje divulgado pela empresa, 20% do total de 108 mil funcionários estão participando da greve. O porcentual sobe para 35% se forem considerados apenas os carteiros, que totalizam 55 mil servidores. Na Federação Nacional dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos, em Brasília, dirigentes disseram, agora à noite, não possuir um levantamento sobre a adesão à greve. Está em vigor uma medida liminar do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que determina que pelo menos 50% do total de trabalhadores de cada unidade continuem em serviço durante a paralisação. Segundo a ECT, em 398 das 7.037 unidades - como agências de atendimento e centros de triagem e de distribuição - a determinação não está sendo cumprida. Continuam suspensos os serviços de entrega com hora marcada, como Sedex 10, Sedex Hoje e Disque Coleta. Na próxima terça-feira, o presidente do TST, ministro Rider de Brito, decidirá se encaminha ou não ao julgamento o processo em que a ECT pede que a greve seja declarada abusiva.

Tudo o que sabemos sobre:
Greve dos CorreiosCorreios

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.