Greve dos ferroviários da Ferroban já afeta porto de Santos

A greve dos ferroviários da Ferroban, deflagrada hoje, já começa a afetar o transporte de cargas com destino ao Porto de Santos. Seis trens, com cerca de 30 composições, foram bloqueados nas primeiras horas da manhã, na região de Mairinque.De acordo com balanço da empresa, cerca de 200 trabalhadores, ou seja, 10% do quadro, cruzaram os braços no primeiro dia de mobilização, que paralisou parte do transporte de cargas procedentes do interior do estado.Os ferroviários reivindicam 12,28% de reajuste salarial, entre outros benefícios. Segundo informou a Assessoria de Imprensa da Ferroban, que responde por boa parte da malha ferroviária de carga instalada no estado de São Paulo, a reivindicação da categoria está bem próxima do que a empresa ofereceu aos trabalhadores. Em razão disso, os grevistas, por intermédio do sindicato dos ferroviários, foram convidados para uma reunião de conciliação no final da tarde de hoje.Setores afetadosA greve dos empregados da Ferroban, por outro lado, atinge o pico da safra de grãos, sobretudo da soja, procedente do Mato Grosso do Sul e região, que é escoada para a exportação pelo Porto de Santos. Outras cargas também começam a ser prejudicadas, como as de açúcar e de combustível, que já congestionam o cais santista.A Ferroban não tem uma estimativa dos prejuízos, ressaltando apenas que há um atraso no embarque das mercadorias. Até o final da tarde de ontem, o sindicato da categoria não se posicionou a respeito da continuidade ou não do movimento nesta sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.