Greve dos fiscais da Receita deve afetar balança do mês

O secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, disse hoje que a greve dos auditores fiscais da Receita Federal deve afetar os números da balança comercial deste mês. No ano, porém, não haverá impacto, já que os efeitos devem ser diluídos ao longo do tempo. De acordo com Barral, não é possível ainda dizer se o efeito da greve dos fiscais nos números de comércio exterior de abril será grande ou não.Sobre a crise de crédito iniciada nos Estados Unidos, Barral admitiu que ela pode vir a afetar o Brasil. Porém, ele espera que os efeitos da crise, inclusive em relação às exportações, sejam menores no Brasil porque está havendo aumento de crédito no País e por causa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).Durante discurso no 124º Encontro de Comércio Exterior (Encomex), Barral afirmou que "apesar de alguns soluços na economia mundial, a desaceleração da economia americana vai sendo compensada pelo crescimento de demanda de outros países". Para ele, isso é positivo para as exportações brasileiras em volume e também para em relação aos preços de matérias-primas (commodities), que têm grande peso na pauta do Brasil.Barral comentou que os preços dos alimentos estão subindo porque o consumo está aumentando. "Só na China e na Índia, um bilhão de pessoas saíram da linha da pobreza", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.