Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Greve dos funcionários da Sabesp acabou, diz sindicato

O Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema) divulgou que os funcionários da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) decidiram encerrar a greve iniciada à zero hora de hoje. O fim da greve deve-se ao blecaute de ontem, que resultou em problemas no abastecimento de água em São Paulo. Segundo o Sintaema, "uma situação atípica como esta aumenta o número de chamadas e atendimentos". Foi aprovado o estado de assembleia permanente. Consultada, a Sabesp ainda não se manifestou sobre o assunto.

CHIARA QUINTÃO, Agencia Estado

11 de novembro de 2009 | 14h31

Na manhã de hoje, o presidente do Sintaema, Rene Vicente dos Santos, disse à Agência Estado que cerca de 70% dos funcionários da Sabesp estavam em greve, com o objetivo de que a empresa revertesse as demissões recentes e interrompesse os cortes de pessoal.

No dia 20 de fevereiro, a Sabesp assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) sobre o desligamento de todos os funcionários aposentados do seu quadro permanente. O TAC previa demissão de 2.250 aposentados que continuavam trabalhando na companhia. De acordo com o presidente do Sintaema, as demissões da última semana não fazem parte do TAC. No primeiro semestre, foi realizado concurso público pela Sabesp, com 1.771 vagas.

Tudo o que sabemos sobre:
Sabespgrevesindicato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.