bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Greve na Alemanha tem adesão de mais dois Estados

As greves nas indústrias metalúrgica e de eletrônicos no Estado de Baden-Württemberg entraram na segunda semana e começaram hoje nos Estados de Berlim e Brandemburgo. Cerca de 4.500 trabalhadores em sete fábricas em Berlim e Brandemburgo, na região oriental do país, foram convocados a entrar em greve. Esta é a primeira greve de metalúrgicos desde 1930 nas regiões do leste da Alemanha.Entre as fábricas afetadas hoje em Berlim e Brandemburgo estão a uma da DaimlerChrysler, uma da Alstom Power Service, uma da ZF Brandemburgo, uma da Bombardier Transportation, uma da Bombardier Propulsion, uma da Babcock Borsig e uma da Otis. Em Baden-Württemberg, 53 mil trabalhadores em 13 fábricas - entre elas, duas da DaimlerChrysler, uma da Audi e três da Heidelberger Druckmaschinen - paralisaram as atividades hoje.Líderes regionais do sindicato IG Metall e a associação dos empregadores Gesamtmetall se reunirão mais tarde para discutir se retomarão as negociações nos próximos dias. As últimas negociações foram encerradas depois que a IG Metall recusou a proposta final dos empregadores para um aumento salarial de 3,3% por 15 meses e mais 190 euros por dois meses. Nas últimas discussões, os trabalhadores reivindicaram um aumento de 4%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.