coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Greve na construção civil alemã segue pelo 2º dia

Centenas de trabalhadores da construção civil alemã realizam um segundo dia de paralisação em protesto por salários melhores. Michael Knoche, porta-voz do sindicato IG BAU, disse que 9 mil trabalhadores estão parados. As maiores concentrações de trabalhadores em greve encontram-se em Berlim e na região industrial de Ruhr. O sindicato reivindica aumento salarial anual de 4,5%. Os empregadores ofereceram aumento de 3% entre setembro desse ano até março de 2003 e de 2,1% nos doze meses seguintes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.