Greve no BC tem adesão de 70% do funcionalismo

Os funcionários do Banco Central em São Paulo continuam em greve, pelo terceiro dia consecutivo, e estimam uma adesão de cerca de 70% do funcionalismo. A paralisação foi motivada pelo descumprimento por parte do governo federal do reajuste salarial de 10%, negociado em outubro após uma greve de 33 dias.De acordo com nota divulgada à imprensa, os funcionários permanecerão em greve até a edição de medida provisória ou envio ao Congresso Nacional de projeto de lei, com tramitação urgente, sobre o reajuste salarial. A paralisação em São Paulo vem em conjunto com outras unidades do BC no País, como em Belém, Fortaleza, Belo Horizonte, Salvador, Porto Alegre, Brasília e Curitiba.

Agencia Estado,

19 de maio de 2006 | 14h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.