Greve no BC tem adesão de 80% dos servidores

O primeiro dia de paralisação por tempo indeterminado dos 4.700 funcionários do Banco Central teve uma adesão de aproximadamente 80%, segundo dados da direção do BC e do sindicato. Os servidores reivindicam um aumento médio de 20%, enquanto a proposta do governo prevê um pagamento parcelado em quatro vezes até outubro de 2005.O Departamento do Meio Circulante, responsável pela distribuição de dinheiro aos bancos, foi o mais afetado. "O Mecir praticamente não funcionou hoje", disse um porta-voz do BC. Ele garantiu que não há risco de ocorrer uma falta de notas e moedas, mesmo no caso de uma paralisação mais prolongada. Segundo o BC, o Banco do Brasil pode atuar na distribuição do dinheiro e já tem o volume de papel-moeda necessário para atender à demanda das instituições financeiras.O Departamento de Operações das Reservas Internacionais não conseguiu divulgar o valor das reservas internacionais da sexta-feira e ainda atrasou a divulgação da Ptax (taxa média dos contratos de câmbio fechados em mercado usada na liquidação de negócios). Já o plantão no Departamento de Operações Bancárias foi suficiente para evitar problema na realização de liquidações eletrônicas de operações financeiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.