Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Greve parcial de mineradores do Peru entra no 2o dia

Mineradores sindicalizados do Peruentraram na terça-feira no segundo dia de greve por tempoindeterminado, exigindo melhores benefícios trabalhistas.Entretanto, o governo e as empresas afirmaram que somente 6 porcento de todos os trabalhadores do setor acataram aparalisação. Esta é a segunda greve do setor no ano. A paralisaçãorealizada em maio, que teve pouco impacto na produção local,durou cinco dias e terminou após um acordo entre ostrabalhadores e o governo do presidente Alan García. O setor de mineração do Peru, terceiro produtor mundial decobre e zinco, primeiro de prata e quinto de ouro, éconsiderado um dos principais motores da economia nacional. "Temos vários sindicatos das principais minas que pararam.Até a noite, o relatório era de que 21 mil trabalhadores detodo o setor acataram a greve, entre sindicalizados e nãosindicalizados", disse à Reuters um dos líderes da FederaçãoNacional de Mineradores, Metalúrgicos e Siderúrgicos, queorganiza a greve. Mas segundo o governo e as empresas, a paralisação foiacatada por 6 por cento dos cerca de 120 mil trabalhadores dosetor. A federação tem 22 mil afiliados. A greve acontece no momento em que são retomados osconflitos sociais, já que o sindicado que reúne todos ostrabalhadores do Peru, o CGTP, anunciou para quinta-feira umamobilização nacional contra o governo de García, exingindomelhores condições trabalhistas.

REUTERS

06 de novembro de 2007 | 13h50

Tudo o que sabemos sobre:
MINERADORAPERUGREVE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.