Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Grevistas serão substituídos por temporários no Ceará

O juiz Antonio Marques Cavalcante Filho, presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), atendeu o pedido do Ministério Público do Trabalho e determinou, em razão da greve dos bancários, a contratação de pessoal temporário nas agências de Fortaleza.A medida tem o objetivo de garantir o funcionamento de 40% dos serviços bancários, também determinada por meio de outra liminar do TRT. O Banco Central e as entidades de bancos e de trabalhadores já foram notificados da decisão.De acordo com a liminar, os bancos devem contratar mão-de-obra terceirizada em 72 horas, a contar da notificação realizada ontem. A responsabilidade pela contratação deve ser dos próprios bancos e o não cumprimento implica em multa diária de R$ 100 mil.Posição do SindicatoA decisão do TRT foi recebida com surpresa pelos grevistas cearenses. O presidente do Sindicato dos Bancários, Vaumik Ribeiro, considera a decisão prejudicial à segurança dos clientes. "Colocar pessoas que não executam normalmente atividades bancárias é uma questão delicada". A paralisação entra hoje no 14º dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.