Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Grupo chinês Sinochem pede apoio do governo em oferta para Potash, diz jornal

Companhia chinesa não teria capital para superar a oferta hostil de compra da canadense pela BHP Billiton

Reuters,

20 de setembro de 2010 | 07h28

O grupo químico chinês Sinochem pediu formalmente suporte do governo para sua proposta de compra da canadense Potash, segundo reportagem de um jornal local no domingo.

O Economic Observer citou fontes próximas ao acordo dizendo que, segundo entendimento preliminar, a Sinochem precisa de US$ 40 bilhões a US$ 60 bilhões para superar a oferta hostil de compra da Potash pela BHP Billiton de US$ 39 bilhões.

O montante poderia ser muito para a Sinochem, que tinha um total de ativos de US$ 25 bilhões no final de 2009, de acordo com a reportagem do jornal, mencionando analistas.

Em seu pedido ao governo chinês, a Sinochem argumentou que Pequim deveria apoiar uma proposta pela fabricante canadense de potássio porque o insumo é fundamental para garantir o abastecimento de alimentos da China, disse o jornal.

Na semana passada, fontes disseram à Reuters que a Sinochem convidou a Temasek Holdings , fundo soberano de Cingapura, para se juntar a um consórcio que explora uma proposta de aquisição da Potash.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.