Grupo de Davos anuncia que teme recessão dos EUA em 2008

Grupo também alertou para aumento de longo prazo nos preços dos alimentos

Reuters,

09 de janeiro de 2008 | 16h18

O Fórum Econômico Mundial expressou temores sobre a ocorrência de uma recessão nos Estados Unidos nos próximos 12 meses e levantou dúvidas de que o crescimento asiático puxado pelo consumo possa fazer com que a região decole como líder da economia global. Veja também: Crescem opiniões de que Estados Unidos entrem em recessão Em um relatório emitido para discussão em seu encontro anual ainda neste mês com líderes políticos, financeiros e empresariais em Davos, na Suíça, o grupo também alertou que estava diante de um aumento de longo prazo nos preços dos alimentos. O relatório, baseado na visão de seus 100 participantes do Fórum, disse que "a escala e a natureza" da crise financeira de 2007-08 levantou sérias questões sobre a vulnerabilidade do atual modelo dos mercados financeiros. "A diversificação do risco pode ter reforçado a estabilidade em bons tempos, mas o risco sistêmico financeiro se mantém agudo", declarou o relatório. "Olhando para o próximo ano, uma recessão norte-americana é possível, e economistas estão divididos se o consumo asiático pode liderar a economia mundial." Sobre alimentos, o relatório mostra que os preços recentes - que levaram os custos do consumidor de vários tipos para recordes de alta enquanto as reservas atingiram o menor nível em 25 anos - prosseguem sob a influência do crescimento populacional, mudanças climáticas, estilos de vida, e o uso da agricultura para biocombustíveis. O relatório aponta ainda que o mundo está enfrentando um problema crescente de garantias de segurança e fornecimento estável de fontes de energia, enquanto esforça-se, em linha com comprometimentos internacionais, para reduzir gases de efeito estufa.

Mais conteúdo sobre:
Economia americanaDavos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.