Grupo de hackers quer ajuda de montadoras contra ataques a veículos

"Os outrora mundos distintos dos automóveis e segurança cibernética se colidiram", afirma a carta

JIM FINKLE, REUTERS

08 de agosto de 2014 | 18h26

Um grupo de conhecidos hackers e profissionais de segurança estão tentando fortalecer laços com a industria automotiva num esforço para melhorar a segurança veícular, uma das áreas de pesquisa cibernética mais enfervescentes.

O grupo sem fins lucrativos chamada "Eu sou o Calvário" está pedindo a participantes da conferência hacker Def Con deste fim de semana, em Las Vegas, para assinar uma carta aberta para "presidentes de empresas automotivas" pedindo a implementação de diretrizes básicas para defender carros de ataques cibernéticos.

"Os outrora mundos distintos dos automóveis e segurança cibernética se colidiram", afirma a carta. "Agora é hora da indústria automotiva e a comunidade de segurança se conectarem e se ajudarem".

Veículos dependem de pequenos computadores para lidar com tudo, desde motores e freios a navegação, ar condicionado e limpador de parabrisas. Especialistas em segurança dizem que é questão de tempo até que hackers maliciosos consigam explorar erros de softwares e outras fragilidades para afetar motoristas.

O grupo está programado para se apresentar no evento no sábado sobre os esforços para melhorar a segurança veícular. Eles não revelaram quais problemas podem complicar montadoras, segundo Josh Corman, um profissional da indústria de segurança que co-fundou o grupo há um ano.

(Reportagem de Jim Finkle; reportagem adicional de Eric Auchard e Michael Leibel)

Tudo o que sabemos sobre:
TECHMONTADORASHACKERS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.