Grupo fecha acordo para distribuir música legalmente

O Baidu, o mais popular buscador da China, que contabiliza 450 milhões de usuários, vai distribuir músicas de três gravadoras, em um acordo que tenta dar um caráter oficial ao mercado de download de música do país, hoje associado à pirataria.

, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2011 | 00h00

Diversas gravadoras processaram o Baidu porque o buscador teria "laços profundos" com distribuidores ilegais de música. A partir de agora, o Baidu distribuirá música por meio da One-Stop China, fruto de uma joint venture entre as gravadoras Universal, Warner e Sony. O buscador pagará pelo conteúdo das três empresas - as músicas estarão disponíveis para download apenas a endereços de IP chineses.

Com a medida, o Baidu e as gravadoras concordaram em pôr um fim à disputa judicial que se arrastava nos tribunais. A China é vista como um terreno fértil para a venda de música online, mas, pelo menos até agora, o mercado era quase que totalmente canibalizado pelo conteúdo pirata. A medida é vista como um novo passo da briga entre o Baidu e o Google, que fechou sua operação chinesa no ano passado, mas ainda mantém um serviço de downloads no país. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.