Grupo francês Casino vai ter 50% do Pão de Açúcar

A Companhia Brasileira de Distribuição (CBD) e o Grupo Casino anunciaram hoje que estão realizando um Acordo de Associação, por meio do qual continuarão a compartilhar o controle da CBD por meio de uma nova holding, da qual cada um terá 50% do capital votante. O objetivo é reduzir o endividamento de médio e longo prazo e prosseguir com o plano de expansão. Abílio Diniz será eleito presidente do Conselho de Administração. O novo Acordo dos Acionistas, que prevê portanto venda de parte da CBD ao grupo francês mas com a manutenção do controle, permanecerá em vigor pelo prazo de 40 anos.Abílio Diniz e o Casino repassarão à nova empresa respectivamente 30,5 bilhões e 2,2 bilhões de ações ordinárias. De acordo com dado relevante divulgado pela CBD, "Abílio Diniz transferirá ao Casino o equivalente a 20,3 bilhões de ações ordinárias da CBD, e receberá em contrapartida US$ 200 milhões (recursos que poderão ser reinvestidos em participação acionária no grupo Casino, o que levaria Abílio Diniz a ser o 5º maior acionista do grupo Casino); R$ 1 bilhão em dinheiro (a ser integralmente reinvestido na CBD, por meio da aquisição de 60 imóveis); 12,5 bilhões de ações preferenciais da CBD, confirmando o alinhamento total dos interesses dos controladores e minoritários".Negócio de R$ 1,32 bilhãoSegundo comunicado divulgado na Europa pelo Grupo Casino, a rede francesa aumentará sua participação na Companhia Brasileira de Distribuição através de pagamento de US$ 530 milhões (R$ 1,32 bilhão ou ? 407 milhões em dinheiro). O Casino passará a controlar 68,8% do total do capital da holding, que por sua vez terá 28,8% do total do capital e 65,6% dos direitos de voto da CBD. Através do negócio, o Casino vai elevar em sua participação na CBD de 27,4% para 34,3%. Essa participação vai crescer gradualmente para 39% do capital da CBD sem quaisquer pagamentos suplementares, diante da regras da legislação tributária brasileira que permitem a amortização da aquisição feita pelo grupo francês. Em contrapartida, o grupo francês afirmou que vai se beneficiar com a emissão de novas ações em seu favor.O Casino poderá ainda elevar sua participação na CBD para 41% caso decida exercitar no futuro uma opção call adicional de 1,8 bilhões de ações votantes da CBD. O negócio deverá ser concluído até o dia 30 de setembro deste ano.Abílio Diniz, que continua como presidente do conselho da CBD, será apontado presidente do conselho da holding. Os franceses terão o direito de apontar o presidente do conselho da holding em 2012.O grupo francês afirmou que a CBD será a sua operação internacional mais importante nos seus resultados financeiros, à frente inclusive de suas unidades nos Estados Unidos. O controle conjunto da CBD com a família Diniz deverá aumentar as vendas e ganhos da empresa francesa neste ano em até 7%. Segundo o Casino, suas vendas líquidas e o lucro operacional deverão também ter um impacto positivo da mesma magnitude por causa do negócio. Como exemplo, o grupo francês disse que suas vendas no primeiro trimestre deste ano teriam crescido 2,1% caso o negócio já estivesse efetivado, ao invés do 1,1% registrado. "Troca de experiências, aumento de exportações e geração de empregos"Abílio Diniz dará uma entrevista coletiva às 10 horas para comentar o acordo. "Estou muito feliz com esta transação que é resultado natural do excelente relacionamento que temos com nosso sócio Casino, desde 1999", disse. Ele explicou que a transação vai reforçar a colaboração e troca de experiências entre as duas empresas possibilitando um fortalecimento da operação no Brasil, aumentando as exportações para a França e demais países da Europa, gerando crescimento, novos empregos e "reforçando o compromisso de atender bem o consumidor".Segundo Abílio Diniz, outro importante aspecto da transação é a reestruturação do PAIC, que possibilitará ao seu pai, fundador do Pão de Açúcar, e à sua família, a obtenção de liquidez ao seu investimento. "Com este passo, continuo dirigindo diretamente e pessoalmente a CBD, tão longe quanto posso enxergar, sendo o elemento de ligação entre o Conselho de Administração, o Presidente e a Diretoria Executiva. Continuarei, também, como membro do Conselho de Administração do Casino na França, ampliando a minha colaboração com a Divisão Internacional", explicou.Já o presidente do Conselho de Administração do Grupo Casino, Jean-Charles Naouri, disse estar satisfeito com a consolidação da parceria com Abílio Diniz e sua família. "A CBD é uma companhia muito bem administrada, que atualmente ocupa posições de liderança no promissor mercado de varejo brasileiro. Sob a liderança de Abílio Diniz e com um envolvimento mais forte do Casino no dia-a-dia das operações, estou convencido de que a CBD continuará melhorando sua performance operacional e suas posições no mercado nos próximos anos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.