Grupo Izzo vive disputa judicial com a Harley Davidson

A relação entre a Harley Davidson e a HDSP, empresa do Grupo Izzo que distribui a marca no País, está longe de ser pacífica: a fabricante americana tenta romper o contrato com o representante brasileiro, acusando o parceiro de desrespeitar a cláusula de exclusividade com a marca.

, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2010 | 00h00

O Grupo Izzo, por seu turno, nega o problema e diz ter se desfeito de um negócio de motos multimarca, que mantinha sob outro nome (a razão social da representante da Harley no Brasil é HDSP Comércio de Veículos). A Harley Davidson, enquanto o problema é discutido na Justiça, já busca outros concessionários no País.

Enquanto isso, o Grupo Izzo diz que poderia vender mais motos, caso a Harley aumentasse a montagem dos veículos em Manaus. "A produção está abaixo da capacidade de venda", diz o diretor de marketing da empresa, Carlos Byron Rodrigues. Procurada pelo "Estado", a sede americana da Harley não se manifestou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.