Grupo Jereissati financiará startups em PE

O Grupo Jereissati fechou uma parceria com o Instituto Talento Brasil e com o Porto Digital, o parque tecnológico do Recife (PE), para investir em startups. Os parceiros criarão uma aceleradora de projetos na região, que investirá cerca de R$ 7,5 milhões em 20 projetos por ano.

O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2012 | 02h08

Os recursos virão do Grupo Jereissati, mas a operação do projeto será feita pelo instituto e pelo Porto Digital. "A estruturação do negócio é sem fins lucrativos. Mas, se aparecerem oportunidades, poderemos fazer novos investimentos visando retorno financeiro", disse o vice-presidente do grupo, Pedro Jereissati. Para ele, o projeto pode se tornar um canal de inovação para o grupo, dono de participações na Oi e no Iguatemi.

O Porto Digital reúne 200 empresas que faturam juntas em torno de R$ 1 bilhão. A parceria para criar a aceleradora, batizada de Jump Brasil, minimizará um dos maiores problemas do polo tecnológico: falta de recursos. "A indústria do Recife tem um funding modesto. Não temos conseguido meios de dar escala às empresas", disse o presidente do Porto Digital, Francisco Saboya. Segundo ele, a aceleradora selecionará os projetos para o setor privado e preparará os empreendedores para receber o investimento.

A Jump Brasil investirá em projetos que "sejam mais que um business plan e sejam escalonáveis", diz o diretor do Instituto Talento Brasil, Antonio Machado de Barros. A instituição foi criada por um grupo de empresários para fazer projetos de desenvolvimento para o País. / M.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.