Grupo Mateus inclui acidente em loja em apresentação de IPO e abre prazo para desistência

Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Grupo Mateus inclui acidente em loja em apresentação de IPO e abre prazo para desistência

A demanda pelas ações da rede chega perto de três vezes o volume oferecido; estreia do atacarejo na Bolsa está prevista para 13 de outubro

Fabiana Holtz e Fernanda Guimarães, O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2020 | 10h09

O Grupo Mateus decidiu na segunda-feira, 5, reapresentar o prospecto de sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), em razão do acidente ocorrido no Mix Atacarejo, em São Luís (MA). No documento, a empresa abriu prazo para desistência até 9 de outubro aos investidores não institucionais que já apresentaram seu Pedido de Reserva. 

Na sexta-feira, 2, armários e prateleiras repletos de fardos de mercadorias até o teto desabaram como dominós em uma das lojas do grupo na capital maranhanse. Uma funcionária morreu e oito pessoas ficaram feridas. 

Diante da repercussão do ocorrido, a empresa optou por incluir a descrição do acidente no Prospecto Preliminar da Oferta, em "Eventos Recentes". A empresa aponta na parágrafo sobre "Fatores de risco relacionados a nós", na seção 4,1, que o acidente "ocasionou efeito adverso sobre nossos negócios e imagem, podendo ainda ocasionar futuramente efeito adverso relevante adicional". O grupo destaca ainda que as causas do acidente permanecem sob investigação. Os demais termos e condições da oferta seguem inalterados. 

A abertura de capital da empresa tem demanda forte desde o lançamento, que chega perto de três vezes o volume oferecido, se for considerado o piso da faixa indicativa de preço para as ações, estabelecida em prospecto entre R$ 8,97 e R$ 11,66. Se o IPO do quarto maior atacarejo do Brasil sair a esse valor e forem vendidos os lotes extras, a oferta movimentará R$ 4,8 bilhões. O grupo se posicionará, assim, como a maior abertura de capital na B3 de 2020, até aqui. A demanda ainda poderá crescer, visto que a ação só terá o preço fixado na quinta-feira, 8. A estreia da empresa na Bolsa está prevista para 13 de outubro.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.