Grupo Oi investe R$ 100 milhões em nova tecnologia

O grupo Oi (ex-Telemar) anunciou hoje a troca de toda a sua rede de sinalização que adotará, pela primeira vez, apenas tecnologia nacional. A troca da rede vai custar cerca de R$ 100 milhões, sendo que na fase anunciada hoje serão gastos R$ 50 milhões. A tecnologia foi desenvolvida pelas empresas brasileiras Trópico Sistemas de Telecomunicações e AsGa Sistemas e pelo Centro de Pesquisas e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPQd). O novo sistema, conhecido como "7 IP" vai permitir uma flexibilidade maior na oferta de produtos e serviços ao cliente. Entre as inovações estão a portabilidade numérica, que permite aos clientes manter o número de telefone ao mudar de operadora ou de endereço.Pelo cronograma da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a portabilidade começará a ser oferecida em agosto deste ano, no Estado do Espírito Santo. Em março de 2009, o sistema será ampliado para os Estados do Rio de Janeiro e de São Paulo. O presidente do grupo Oi, Luiz Eduardo Falco, lembrou que a companhia pretende investir cada vez mais em pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias para modernizar o setor.Ele lembrou que hoje o Brasil praticamente não investe no ramo de patentes e, por isso, ocupa o 48º lugar na lista de países com maior número de registro de patentes. Falco observou que os setores de telecomunicações e de remédio são os que mais reúnem maior número de patentes no mundo. "Mais importante do que o valor do contrato anunciado hoje é o Brasil voltar a fazer investimentos em pesquisa e desenvolvimento no setor", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.