Divulgação
Divulgação

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Grupo Pão de Açúcar reverte lucro e registra prejuízo de R$ 85 milhões

De acordo com a empresa, o resultado foi afetado, principalmente, pela Cnova Brasil

Gabriela Mello, O Estado de S.Paulo

28 de outubro de 2016 | 07h54

SÃO PAULO - O Grupo Pão de Açúcar (GPA) reportou um prejuízo líquido aos acionistas controladores de R$ 85 milhões no terceiro trimestre deste ano, revertendo, dessa forma, o lucro líquido de R$ 12 milhões observado no mesmo intervalo de 2015. De acordo com o balanço, o resultado líquido foi afetado, principalmente, pela Cnova Brasil.

O lucro líquido ajustado do GPA veio negativo em R$ 27 milhões, ante R$ 108 milhões positivos entre julho e setembro do ano passado.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi de R$ 619 milhões no período, 9,7% menor que os R$ 686 milhões anunciados no terceiro trimestre do ano anterior. A margem Ebitda ajustada caiu 0,6 ponto porcentual na comparação anual, passando de 4,7% para 4,1%.

A receita líquida consolidada do GPA atingiu R$ 15,094 bilhões, superando em 4,4% os R$ 14,458 bilhões verificados entre julho e setembro de 2015.

O resultado financeiro líquido da empresa ficou negativo em R$ 477 milhões no terceiro trimestre, o que significa uma piora em relação aos R$ 345 milhões negativos anotados no mesmo período do ano passado. 

A receita líquida das operações de varejo alimentar foi de R$ 10,09 bilhões, um crescimento de 14% sobre os R$ 8,852 bilhões obtidos no terceiro trimestre do ano passado.

De janeiro a setembro, o GPA acumula prejuízo líquido de R$ 127 milhões na divisão de varejo alimentar, ante lucro de R$ 278 milhões nos nove primeiros meses de 2015. O Ebitda ajustado deste segmento caiu 11,7% na comparação anual, para R$ 1,439 bilhão. Já a receita líquida encolheu 11,2% no período de janeiro a setembro, para R$ 29,714 bilhões.

 

Tudo o que sabemos sobre:
SÃO PAULO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.