Farm/Divulgação
Farm/Divulgação

Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Grupo Soma, dono da Animale e da Farm, fecha acordo para compra da byNV por até R$ 210 milhões

Parte do valor da operação com a marca criada pela influenciadora digital Nati Vozza será paga em dinheiro e outra parte em ações; negócio ainda depende da aprovação do Cade

Matheus Piovesana, O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2020 | 14h52

O Grupo Soma, dono da Animale e da Farm, fechou acordo para comparar a NV Comércio de Roupas, que atua no varejo físico e online e também no segmento de atacado, por um valor que pode chegar a R$ 210 milhões, de acordo com fato relevante publicado nesta segunda-feira, 26.

A empresa, que atua sob a marca byNV e foi criada em 2009 pela influenciadora digital Nati Vozza, tem como sócio, além dela, Antônio Carlos Junqueira e Beatriz Junqueira. O Soma pagará parte do valor da operação em dinheiro e outra parte em ações, o que significa que os três passarão a ser sócios do grupo.

Além disso, a depender do cumprimento de determinadas metas de negócio, podem receber um valor adicional em dinheiro em 2026.

O preço de R$ 210 milhões pode sofrer alterações. Isso porque o valor de compra será um múltiplo de 7 vezes o Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) dos 12 meses encerrados em 30 de junho deste ano, menos a dívida líquida combinada da NV. Nesse intervalo, de acordo com os valores apurados até hoje, o Ebitda das marcas foi de R$ 30 milhões e a dívida líquida era zero.

Após o anúncio do negócio, as ações do Soma, que abriu capital em julho deste ano, passaram a ter forte alta e, às 14h40, subiam 10,91%.

Segundo o Soma, a compra faz parte de sua estratégia de expandir o portfólio de marcas, ampliando a oferta de produtos de forma complementar. O grupo afirma que, nascida na internet e com resultados consistentes mesmo durante a pandemia, a NV traz uma "oportunidade de complementar o portfólio de marcas da Companhia, de forma a impulsionar o seu crescimento por meio de ferramentas tecnológicas, expansão de lojas físicas e ampliação do canal de atacado".

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por NV by Nati Vozza (@bynv) em

Hoje, a NV tem cinco lojas físicas próprias, um site de e-commerce sob a marca byNV e vendas no atacado, através de um showroom próprio. Natalia e Junqueira continuarão à frente da marca, atuando em postos executivos, no que, segundo o Soma, garantirá a manutenção das características da NV. Modelo parecido foi adotado pela Arezzo na compra da Reserva, anunciada na última sexta-feira, 23.

A operação depende da aprovação por parte do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e de outras condições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.