Grupo teve receita de R$ 8,95 bilhões no ano passado

O grupo Neoenergia, como indica o site da empresa, acumula investimentos de R$ 18,3 bilhões, desde 1997, "distribuídos entre aquisições de empresas em leilões de privatização, compras de ações, aumentos de capital e investimentos nas controladas de distribuição e geração". Entre suas controladas estão as distribuidoras Cosern, do Rio Grande do Norte, Coelba, da Bahia, e Celpe, de Pernambuco.

O Estado de S.Paulo

28 de setembro de 2011 | 03h04

Além das distribuidoras, o grupo tem também participação acionária em projetos importantes de geração, como a usina Teles Pires e a hidrelétrica Belo Monte. Controla também hidrelétricas como Itapebi, localizada no sul da Bahia, e usinas termelétricas, como a Termopernambuco.

No ano passado, o grupo teve uma receita líquida de R$ 8,95 bilhões, com geração de caixa (Ebitda) de R$ 2,97 bilhões e lucro líquido de R$ 1,77 bilhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.