Grupo Virgin amplia negócios e investe na área da saúde

Virgin Healthcare, nome da nova divisão do grupo, pretende abrir neste ano o 1.º de 5 centros de saúde

Efe,

11 de janeiro de 2008 | 17h22

O grupo Virgin, do empresário britânico Richard Branson, até agora associada sobretudo ao setor aéreo, decidiu fazer parte da área da saúde. Branson fez um apelo aos médicos para que se unam a seu grupo, a fim de criar uma rede de clínicas, informa nesta sexta-feira, 11, o jornal Financial Times. A Virgin Healthcare, como será chamada a nova divisão do grupo, pretende abrir neste ano o primeiro de cinco centros de saúde, que devem oferecer serviços de medicina tradicional junto a tratamentos alternativos, como a Homeopatia. Os profissionais de medicina manteriam seus contratos atuais, mas o grupo Virgin é quem seria o administrador dos fundos recebidos pelos médicos para pagar o pessoal auxiliar e o aluguel de seus consultórios. A Virgin ofereceria, além disso, um amplo leque de serviços adicionais, tanto privados como públicos aos eventuais pacientes, como direito a serviços odontológicos, farmacêuticos, tratamentos tradicionais e complementares, além de fisioterapia. A decisão da Virgin coincide com o plano do Governo trabalhista de abrir 250 novos consultórios de medicina geral e centros de saúde em várias regiões do país onde haja necessidade. Segundo o Ministério da Saúde britânico, nos cinco próximos anos há um negócio de mais de um bilhão de libras para a Virgin e outros setores do setor privado que consigam contratos. O grupo Virgin se diversificou nos últimos anos e há cerca de 200 companhias integradas, que se dedicam aos setores de transportes, comunicações, serviços financeiros, lazer e energia. Até agora, sua franquia no setor da saúde esteve dominada pela Virgin Active, a terceira maior cadeia de academias do mundo. Sua participação de 75% na área da saúde está avaliada em 530 milhões de libras (cerca de 716 milhões de euros), superando o valor de 51% que possui na companhia aérea Virgin Atlantic ou os 10% que tem junto à Virgin Media.

Tudo o que sabemos sobre:
Grupo Virgin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.