Grupo Votorantim compra terminal no Porto de Antuérpia

O Grupo Votorantim anunciou ontem a compra de um terminal marítimo e três armazéns no Porto de Antuérpia, na Bélgica. Com isso, passa a ter um centro de distribuição na Europa. Trata-se de uma iniciativa inédita e ainda rara entre as empresas brasileiras. A aquisição faz parte do ambicioso projeto de expansão da companhia de investir R$ 25,7 bilhões nos próximos cinco anos. Parte desse plano está ligado ao crescimento da operação internacional do grupo. E a Europa, nesse contexto, aparece como um destino estratégico. Em cinco anos, o grupo pretende aumentar em três vezes e meia as exportações de suco de laranja, celulose e metais para a Europa. Hoje a Votorantim envia anualmente 800 mil toneladas de produtos para o continente. O objetivo é chegar a 2012 com um volume de 2,8 milhões de toneladas. "Recentemente fizemos uma revisão de planos e concluímos que os volumes devem crescer bastante na Europa?, explica o diretor de logística da Votorantim Internacional, Sérgio Fonseca. O terminal tem 11.250 metros quadrados, tamanho considerado de médio porte. Juntos, os armazéns somam 24 mil metros quadrados.O processo de internacionalização do Grupo Votorantim é relativamente recente. A empresa tem ativos em 13 países. Em 2006, ela exportou R$ 2,1 bilhões. No mesmo ano, suas receitas foram de R$ 29 bilhões. Ao virar dona de um terminal portuário, a Votorantim não só consegue reduzir custos como ganha agilidade de entrega e melhora o nível de serviços prestados aos seus clientes. Afinal, ela vai passar a manusear sua carga. "Esse é um movimento mundial. Com a globalização, o porto virou um produto escasso", explica o diretor do Centro de Logística da Coppead/UFRJ, Paulo Fleury. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.