coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Guaraná Antarctica chega ao Japão

A AmBev, a empresa resultante da fusão de Brahma e Antarctica, está iniciando a distribuição do guaraná Antarctica no Japão em embalagens promocionais, aproveitando a Copa do Mundo para promover as vendas.O guaraná Antarctica será engarrafado e distribuído pela Arai Shoji, parceiro da companhia desde 1980, mas essa será a primeira ação mais intensiva na tentativa de tornar o sabor mais conhecido dos japoneses, aproveitando também a presença de brasileiros nesse período.Hoje, o produto está disponível somente em latas de 350 ml, mas em breve deve ser lançado em PET de 600 ml. As latas terão um lado escrito em português e outro em japonês. Nem a logomarca escapou, virá em ideograma.Como é patrocinadora oficial da seleção, a AmBev usará o símbolo da CBF na lata japonesa. O jogador Ronaldo será a estrela da campanha dessa tentativa da Ambev de ampliar a participação do guaraná Antarctica no mercado internacional.A empresa explicou, em comunicado, que o contrato com a Arai Shoji é anterior ao acordo internacional com a Pepsi, mas segue a mesma estratégia de licenciamento do produto, que prevê a exportação do extrato concentrado da bebida para outros países em parceria com empresas engarrafadoras locais, responsáveis pela produção final e distribuição do guaraná Antarctica."Optamos, nesse momento, por fazer o lançamento desta embalagem promocional do guaraná Antarctica no Japão para aproveitarmos a apresentação da seleção brasileira, da qual somos patrocinador oficial", afirma Juan Vergara, diretor-geral de refrigerantes da AmBev. "Além de contarmos com a parceria da Arai Shoji, as pesquisas revelaram o forte interesse dos consumidores pelo produto e a sua imediata associação ao Brasil, que está em evidência no Japão atualmente".O mercado japonês de refrigerantes, segundo a AmBev, é de 2,2 bilhões de litros por ano, com um consumo per capita de 21,5 litros por habitante, sendo que a bebida não-alcoólica mais vendida é o chá gelado, com mais de 5,2 bilhões de litros por ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.