Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Guarulhos não tem aviso de overbooking

Quem anda pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos não vê nenhum aviso esclarecendo o que é o termo de compromisso, firmado no dia 1.º de dezembro, e que deve vigorar até o fim do ano. De acordo com o Sindicato das Empresas Aeroviárias, cerca de mil cartazes permanentes foram distribuídos para os 66 aeroportos brasileiros fiscalizados pela Infraero. No entanto, a Assessoria de Imprensa da filial da Infraero em Guarulhos afirma que ainda não recebeu o material. O overbooking configura-se quando o vôo tem mais passageiros com reserva confirmada do que a capacidade da aeronave. Isso ocorre porque as empresas aceitam um número maior de reservas do que o número de assentos disponíveis, contando com algumas desistências na hora do embarque. Com isso, as empresas evitam operar com assentos vazios, o que elevaria os preços das passagens.De acordo com o assistente de Direção do Procon-SP, José Carlos Guido, o órgão pretende exigir o fim das reservas excedentes, que acabam lesando o passageiro, após a avaliação do termo de compromisso, que deverá ocorrer no fim do ano.O documento firmado entre companhias aéreas, órgãos de defesa do consumidor, Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias e Junta de Representantes das Companhias Aéreas Internacionais do Brasil determina compensações voluntárias às vitimas de overbooking que abrirem mão de embarcar. Ele não obriga passageiros a aceitar as condições oferecidas pelas companhias.

Agencia Estado,

30 de janeiro de 2001 | 12h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.