Ministério da Economia
Ministério da Economia

Guedes afirma que governo e Congresso estão prontos para resolver o problema fiscal do País

Ministro criticou os altos salários de servidores e disse que o Brasil é um 'caso clássico de descontrole de gastos por 40 anos'

Idiana Tomazelli, enviada especial

05 de setembro de 2019 | 16h31

FORTALEZA - O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira, 5, que o governo e o Congresso estão prontos para "resolver o problema" fiscal do País. Sem citar a polêmica recente envolvendo a flexibilização ou não do teto de gastos, ele disse que o Brasil é um "caso clássico de descontrole de gastos por 40 anos".

"Estamos prontos para resolver problema e, pela minha experiência, o Congresso está pronto para resolver o problema", disse Guedes, em evento em Fortaleza, promovido pelo site de notícias Poder 360 e pelo grupo de comunicação Jangadeiro.

Para o ministro, os congressistas "entenderam a armadilha em que caíram" e estão com um diálogo maduro sobre a necessidade de reformas fiscais no País. "A armadilha do gasto obrigatório encurralou a classe política inteira", disse

Ele criticou os altos salários de servidores e citou o gasto com pessoal como um dos que pressionam as despesas discricionárias, que incluem o custeio da administração e os investimentos. "Você tem alto salários, estabilidade. Você vive em Brasília, é outro planeta. É Versalhes", afirmou Guedes, referindo-se ao palácio símbolo da corte francesa.

O ministro disse que o País passou muito tempo no passado combatendo os sintomas do problema de excesso de gastos - manifestados na hiperinflação -, mas acabou adotando "inovações" que indexaram o orçamento e dificultaram o ajuste. Por isso, segundo ele, o País ainda precisa controlar despesas e descentralizar recursos.

Tudo o que sabemos sobre:
Paulo GuedesPEC do teto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.