Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Guedes pede a deputados do PSL que não apresentem destaques que possam desidratar Previdência

Segundo uma fonte, o economista tem enviado mensagens por WhatsApp aos parlamentares e também conversado com o líder da bancada na Comissão Especial, deputado Alexandre Frota (RJ)

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2019 | 11h03

BRASÍLIA - O ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu aos deputados do PSL para que não apresentem destaques à reforma da Previdência que possam "desidratar" o impacto fiscal da medida. Segundo uma fonte, o economista tem enviado mensagens por WhatsApp aos parlamentares e também conversado com o líder da bancada na Comissão Especial, deputado Alexandre Frota (RJ)

Frota repassou a preocupação do ministro aos demais colegas. Ele, no entanto, entende que a bancada do partido é formada por diversos quadros oriundos da carreira militar, que têm demandas para alterar o texto do relator, Samuel Moreira (PSDB-SP)

Mais cedo, o presidente da comissão especial, Marcelo Ramos (PL-AM), criticou a tentativa dos quadros do PSL. "Não dá para o partido do presidente fazer destaques de votação separadas de tema que comprometam, do ponto de vista fiscal, a reforma. Se eles fizerem, vão estimular outros partidos a votarem a favor e serão os responsáveis para diminuir o impacto fiscal da reforma", disse Ramos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.