Guerra rápida apressa crescimento econômico

O comissário europeu de assuntos econômicos e monetários, Pedro Solbes, afirmou hoje que a evolução do conflito no Iraque alivia as previsões mais pessimistas e reforça o cenário de 1% de crescimento do PIB da zona euro para este ano e retomada da economia no segundo semestre. A declaração foi feita na abertura do Fórum Econômico de Bruxelas, onde vários especialistas debateram os índices de produtividade da Europa e dos Estados Unidos e as perspectivas econômicas globais.O diretor-geral de assuntos econômicos e monetários da Comissão Européia, Klaus Regling, disse que o provável fim guerra do Iraque poderá reverter o fraco desempenho econômico dos últimos dois anos, "quando as economias mundiais estiveram desequilibradas e os Estados Unidos atuaram abaixo de seu potencial".Entretanto, ele considerou que será preciso "ver os ajustes a serem feitos depois que a poeira baixar", apesar de não ter previsto cenário de recessão para a Europa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.