Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Falha impede impressão da guia do Simples Doméstico

Em dia de estreia, documento que reúne os impostos e tributos pagos por empregadores a domésticas é alvo de críticas; usuários relatam que site apresenta mensagem de erro

O Estado de S. Paulo

01 de novembro de 2015 | 10h57

(Texto atualizado às 15h40)

Nesde domingo, foi liberada a emissão da Guia Única do Simples Doméstico, mas internautas já relatavam problemas no site no dia de estreia. Segundo empregadores, não era possível imprimir o documento.

Um empregador disse no Twitter que iria tentar emitir a guia mais tarde. Outra internauta comentou que tentou, sem sucesso, aproveitar a tarde chuvosa de domingo para imprimir o boleto, mas não conseguiu. Usuários comentavam que após avançar uma etapa da emissão da guia o site mostrava uma mensagem de erro.

Segundo informações da Receita Federal, na guia estão incluídos os tributos que os empregadores de funcionários domésticos devem pagar, como a contribuição previdenciária e o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O pagamento da guia e o cadastro do funcionário no eSocial podem ser feitos até o dia 6 de novembro. Veja aqui um passo a passo de como fazer o cadastro.

Por meio do novo sistema, o empregador recolhe, em documento único, a contribuição previdenciária, que varia de 8% a 11% da remuneração do trabalhador e paga 8% de contribuição patronal para a Previdência. A guia também inclui 8% de FGTS, 0,8% de seguro contra acidentes de trabalho, 3,2% de indenização compensatória (multa do FGTS) e Imposto de Renda para quem recebe acima da faixa de isenção (R$ 1.903,98). O Fisco espera a adesão de 1,2 milhão de trabalhadores ao sistema.

Para se cadastrar, o empregador precisa do CPF, data de nascimento e os dois últimos recibos do Imposto de Renda. Após essa primeira etapa, o empregador deve cadastrar o empregado, com os seguintes dados: CPF, data de nascimento, país de nascimento, Número de Identificação Social (NIS), dados da carteira de trabalho, raça, escolaridade, telefone, e-mail, dados do contrato e local de trabalho. Para conferir se não há pendências, o empregador pode acessar a Consulta de Qualificação Cadastral, presente no próprio site do eSocial. (Com informações da Agência Brasil)

Tudo o que sabemos sobre:
simples domésticoeSocialdoméstica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.