Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Guilherme Afif diz que "setor produtivo está sendo saqueado"

O presidente da ACSP (Associação Comercial de São Paulo), Guilherme Afif Domingos, considera que a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de manter a Selic, a taxa básica de juros da economia, em 26,5% ao ano e o debate tributário hoje no Senado devem fazer com que "o setor produtivo seja saqueado". O empresário observa que as vendas nos primeiros 20 dias de maio no comércio varejista de São Paulo já registraram queda de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior. Ele diz que a expectativa era que o Copom já reduzisse os juros na reunião de hoje para propiciar "algum fôlego à economia". Afif observa ainda que o debate da minireforma tributária hoje no Senado produzirá outro "saque tributário" com a elevação na alíquota do Cofins incidente sobre as operações do mercado financeiro de 3% para 4%. Os bancos deverão repassar esse aumento na alíquota do Cofins para o "custo do crédito do setor produtivo". "Os altos juros, o aumento da carga tributária e de tarifas resultarão em mais desemprego e retração econômica e o primeiro semestre já está perdido", concluiu Afif.

Agencia Estado,

21 de maio de 2003 | 15h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.