Há incertezas sobre recuperação da economia, diz BC dos EUA

O presidente do Federal Reserve Bank de Chicago, Michael Moskow, disse que a economia dos Estados Unidos continuará a crescer, mas "num período de incerteza sobre como será o caminho". Falando após uma conferência na Universidade Estadual Wayne, em Detroit, Moskow afirmou que os dados do desemprego em setembro, a serem divulgados nesta sexta-feira, deverão dar um quadro mais claro sobre a direção da economia.Segundo ele, os dados disponíveis até o momento indicam um crescimento do nível de emprego "comparável, grosso modo, ao da recuperação que se seguiu à recessão de 1990/91". "Ainda é cedo para dizer qual será o ritmo de crescimento", disse, acrescentado que o crescimento da produtividade continua "realmente alto". De acordo com ele, "ao longo do tempo, o nível de emprego vai subir". Moskow declarou ainda que o locaute dos portos da Costa Oeste dos EUA poderá ter um impacto negativo na economia caso se prolongue por mais do que "alguns dias". "Se ele persistir por um período prolongado, isso afetará outras partes da economia", afirmou. Moskow recusou-se a responder se acha que o Fed deveria voltar a reduzir as taxas de juro de curto prazo para estimular a economia. Ele observou que os dois votos divergentes registrados na reunião de setembro mostram que "esse é um processo real. Não se pode esperar que todos os 19 membros vejam o mundo da mesma maneira."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.