Há indícios de petróleo no subsolo de Minas Gerais

No subsolo de Minas Gerais há indícios de petróleo e o Estado pode ter áreas disponíveis para a exploração já nos próximos leilões da Agência Nacional do Petróleo (ANP). O anúncio foi feito em evento em Belo Horizonte na noite de ontem pelo embaixador Sebastião do Rêgo Barros, diretor geral da agência reguladora, que está deixando o cargo em 15 de janeiro, com o final de seu mandato.O embaixador foi a Minas para encontrar o governador Aécio Neves (PSDB), de quem espera obter ajuda financeira para concluir as pesquisas na região da Bacia do Rio São Francisco. Segundo Rêgo Barros, o contingenciamento de recursos da ANP está impedindo a realização de pesquisas em novas fronteiras de exploração do óleo e do gás no País. Se o apoio financeiro não vier diretamente, argumentou, "Aécio Neves pode usar sua influência política" para garantir estes investimentos no orçamento de 2005 da agência reguladora. A assessoria de imprensa do governador afirmou que ele já entrou em contato com a ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, para discutir o assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.