‘Há muito que fazer para superar crise’, diz vice da Comissão Europeia

Em visita ao Brasil, Antonio Tajani salientou que ainda há desafios com orçamentos e bancos

Gabriel Bueno da Costa, da Agência Estado,

16 de dezembro de 2011 | 13h39

O vice-presidente da Comissão Europeia, Antonio Tajani, disse hoje, durante visita a São Paulo, que "há muito que fazer, no nível financeiro e da economia real" para solucionar a crise na Europa. Tajani falou à imprensa após reunião com o governador Geraldo Alckmin, no Palácio dos Bandeirantes, para tratar de investimentos e parcerias, com foco nas pequenas e médias empresas.

"A superação da crise não é muito fácil", afirmou. Em uma declaração otimista, mas cautelosa, sobre o atual quadro da crise na União Europeia, Tajani afirmou que "o final (da crise) é o mais perigoso". "Há ainda problemas em orçamento, em bancos", alertou.

Para solucionar a crise, ele defende uma atuação também na economia real, foco de sua visita ao País. Responsável pelas áreas de Indústria e Empreendedorismo na União Europeia, Tajani disse que ficou decidido com Alckmin que haverá encontros técnicos entre empresários da Europa e do Brasil, com o foco na busca de parcerias. "Gostaríamos de trabalhar mais com empresas dessa região para competir com o restante do mundo", de maneira saudável, disse Tajani, citando os chineses como concorrentes.

Segundo o vice-presidente da Comissão Europeia, apenas 25% das pequenas e médias empresas da Europa trabalham em outros países, e apenas 13% delas atuam fora da Europa. Um dos objetivos da visita ao Brasil, segundo ele, é melhorar esses números.

Tudo o que sabemos sobre:
TajaniAlckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.