Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Habeas foi 'técnico e justo', diz advogada de Tranchesi

A advogada Joyce Roysen, que defende a dona da butique Daslu Eliana Tranchesi, considerou a concessão do habeas-corpus pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região à empresária "uma decisão técnica e justa". O desembargador federal Luiz Stefanini mandou soltar a dona da Daslu na tarde de hoje. "A decisão se baseou na inconstitucionalidade da prisão de Eliana e nada tem a ver com o estado de saúde dela", afirmou a advogada, em nota.

ELVIS PEREIRA, Agencia Estado

27 de março de 2009 | 19h58

Segundo ela, o próximo passo é "entrar com todos os recursos cabíveis contra uma condenação absurda". Roysen já foi para a Penitenciária Feminina da capital paulista, no Carandiru, com o alvará de soltura para libertar Tranchesi. Além do TRF, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Og Fernandes também concedeu uma liminar hoje, revogando a prisão da dona da Daslu, do irmão dela, Antonio Carlos Piva de Albuquerque, e de mais cinco presos por ordem da 2ª Vara Federal Criminal de Guarulhos.

Tudo o que sabemos sobre:
DasluprisãoEliana Tranchesihabeas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.