Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Habitação puxa alta do crédito em 2011, diz BC

O financiamento habitacional foi o que apresentou o maior ritmo de crescimento entre todas as modalidades de crédito em 2011, informou nesta quarta-feira o Banco Central (BC), em seu Relatório de Estabilidade Financeira referente ao segundo semestre do ano passado.

AE, Agencia Estado

21 de março de 2012 | 16h31

De acordo com o BC, o estoque de operações de crédito do sistema financeiro chegou a R$ 2 trilhões em dezembro de 2011. Considerando a origem dos recursos, o crédito direcionado alcançou 35,7% do total da carteira de crédito, ante uma fatia de 32,5% no fim de 2009. Esta alta foi favorecida pelos financiamentos habitacionais.

Considerando a carteira de crédito de pessoas físicas, o saldo total aumentou 10,4% no segundo semestre do ano passado e 20,8% em 12 meses, atingindo R$ 939,8 bilhões em dezembro de 2011, ou o equivalente a 22,7% do Produto Interno Bruto (PIB). "Mais uma vez, a principal modalidade responsável pelo crescimento foi o financiamento habitacional, que acumulou alta de 19,7% no semestre e de 44,5% em doze meses", registrou o BC, no relatório. "Essa modalidade já representa 4,8% do PIB, ante 3,7% um ano antes."

Apesar do avanço do crédito habitacional, o BC destaca "uma redução na velocidade de crescimento da modalidade, que, depois de atingir taxas anuais superiores a 50% no segundo semestre de 2010, apresentou relativa desaceleração". Conforme o Banco Central, a quantidade de contratos negociados a cada mês também apresenta tendência de queda e o impacto é observado também no índice de preços dos imóveis residenciais, que desacelera desde agosto de 2011".

Tudo o que sabemos sobre:
BCrelatóriocrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.