Hamas nega prazo para anunciar cessar-fogo

O dirigente do Hamas Abdel Aziz Rantissi, que no começo do mês sobreviveu a um ataque israelense com mísseis, em Gaza, negou hoje que o grupo tenha estabelecido um prazo para declarar um cessar-fogo nos ataques contra Israel.Rantissi confirmou hoje que o Hamas vem mantendo contatos com a Autoridade Palestina (AP) - que negocia uma trégua para impulsionar o plano de paz -, mas ressalvou que qualquer decisão "se baseará no compromisso de continuar com a resistência palestina contra a ocupação". "Não falamos que responderíamos em 24 ou 48 horas", afirmou.Mais cedo, o ministro palestino da Informação, Nabil Amr, havia dito que uma decisão por parte do Hamas sobre o fim dos atentados seria anunciada dentro de dois dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.