Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Hamilton diz que política monetária do País é 'adequada'

O diretor de política econômica do Banco Central (BC), Carlos Hamilton Araújo, ressaltou, nesta quarta-feira, 16, que a política monetária no Brasil tem operado adequadamente. Segundo ele, algumas pessoas poderiam, eventualmente, indagar se a política monetária em curso hoje é menos eficiente do que a política implementada nos últimos três ciclos. "Eu diria que não", disse. Para ele, contudo, a transmissão de política monetária no Brasil é cercada de incertezas. Mesmo assim, ele reiterou que a eficiência da política monetária no Brasil pode ter aumentado nos últimos anos.

FRANCISCO CARLOS DE ASSIS E RICARDO LEOPOLDO, Agencia Estado

16 de abril de 2014 | 14h25

Carlos Hamilton reiterou que a resposta da política monetária hoje não é diferente da política dos ciclos de alta de juros anteriores. De acordo com ele, a amplitude a elevação da taxa de juros no ciclo atual se aproxima bastante da elevação dos quatro ciclos anteriores de elevação de juros. Ele lembrou que nos três primeiros ciclos a inflação aumentou quando a Selic foi elevada. Ainda de acordo com o diretor do BC, no que diz respeito às expectativas de inflação, elas também respondem à defasagem das ações de política monetária. Carlos Hamilton participou hoje do 5º Itaú BBA+ Macro Vision International Conference, em são Paulo.

Hamilton falou que as expectativas dos agentes econômicos em relação à inflação "além de afetar a formação de preços diretamente" também permeiam outros três canais de transmissão da política monetária sobre a demanda agregada e inflação: atividade, crédito e câmbio. "Pela variedade de canais, pela diferença temporal com que podem alcançar os preços, entre outros aspectos, a transmissão das ações de política monetária é cercada de incertezas, especialmente em condições peculiares como as que ora prevalecem, doméstica e externamente", disse o diretor do BC.

Tudo o que sabemos sobre:
Hamiltonpolítica monetária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.