Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Incoporadora comemora estreia entre as 10 mais

Diretor afirma que comercialização de estoque eleva volume de vendas em 35% no primeiro trimestre

Heraldo Vaz, Especial para o Estado

17 de junho de 2015 | 02h06

O grupo Esser, que faz sua estreia na lista das incorporadoras premiadas com o Top Imobiliário, registrou valor estimado em R$ 591 milhões com lançamentos feitos no ano passado, segundo a Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio.

Esse número é um dos cinco itens, que, após a ponderação da Embraesp, define o ranking do segmento, onde a Esser ficou em nono lugar.

"É a primeira vez que ganhamos", comemora o diretor comercial, Fábio Souza. "É uma satisfação enorme depois de tudo que fizemos nos últimos três anos." Ele conta que o planejamento traçado desde 2012 reforçou a área de vendas. "Reestruturamos todos os departamentos", diz, ao comentar que chegou a hora de colher frutos, como "estar no top 10".

Outro ponto positivo, segundo ele, é "o acréscimo de 35%" no volume de vendas do primeiro trimestre do ano. "O crescimento foi devido aos estoques", declara Souza, que prevê um valor geral de vendas (VGV) para 2015 "de R$ 600 milhões".

Para este ano, a projeção da Esser indica cinco lançamentos. O primeiro foi o Village Casa Verde em abril. "Outros quatro são no centro e na zona sul", afirma. Souza vê o consumidor "bem posicionado" e com "potencial de negociação", que tempos atrás não teria. "As construtoras reduziram as margens."

Ele diz que cada empreendimento tem margem específica e lembra que, no ano passado, a campanha "A hora é Esser" ofereceu descontos de até 40%.

Neste mês, saiu uma nova campanha, com duração prevista de 90 dias, que não traz oferta de desconto. "A campanha reforça a marca", diz ele, comentando que o mote atual é a satisfação do cliente. "Não vamos mencionar desconto, mas temos oportunidade para quem vier negociar conosco." Souza informa que a decisão da Caixa - que reduziu o teto do financiamento para 50% do valor total para imóveis usados - favorece o setor. "O consumidor ainda pode comprar da construtora com possibilidade de financiar 80%", afirma, salientando que as melhores oportunidades são imóveis prontos. 

Tudo o que sabemos sobre:
Top Imobiliário

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.