Helibras: pólo aeronáutico pode receber 4 bi de euros

A fabricante de helicópteros Helibras detalhou hoje ao governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), o projeto de expansão da fábrica de Itajubá, no sul do Estado, e de consolidação de um novo pólo aeronáutico do País na região. De acordo com o presidente da Eurocopter (sócia francesa da Helibras) para a América Latina, Christian Grass, o novo pólo poderá consumir investimentos de até 4 bilhões de euros até 2020. O executivo disse que a previsão inicial é de 200 milhões de euros em investimentos para aumentar a capacidade de produção da fábrica e iniciar a produção do Super Cougar, uma aeronave com capacidade para 25 passageiros e que pode ser usada comercialmente ou militarmente.O novo modelo será vendido para o mercado brasileiro e para o mercado externo. A princípio, serão produzidos dez helicópteros ao ano. A estimativa de Christian Grass é que o primeiro helicóptero seja montado em dois anos. Nos próximos meses, a Eurocopter deve assinar um protocolo de intenções com o governo de Minas. Até lá, a empresa se comprometeu a finalizar o plano industrial para a expansão.A Helibras é a única fabricante de helicópteros da América Latina e o governo mineiro detém 16,04% das ações por meio da MGI Participações. A fábrica de Itajubá atualmente produz o modelo Esquilo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.