Hitachi vai cortar 20.930 empregos

A Hitachi reduziu drasticamente as previsões para o ano fiscal, que termina em 31 de março, com corte na produção de produtos e reestruturação de custos. Ambas as vendas e lucros de chips, displays, materiais eletrônicos, equipamentos de telecomunicações, máquinas de construção e equipamentos industriais podem apresentar queda, segundo projeções, disse a gigante japonesa de eletrônicos.As previsões da Hitachi são de perda operacional de 155 bilhões de ienes (US$ 1,15 bilhão) e perda líquida de 480 bilhões (US$ 3,5 bilhões) para o ano. O que significa uma dura deterioração das estimativas feitas em outubro (perda operacional de 30 bilhões de ienes e perda líquida de 230 bilhões de ienes). As previsões de vendas do grupo também caíram para 7,8 trilhões de ienes (US$ 58,2 bilhões), ante 7,9 trilhões de ienes, disse a companhia.A previsão de corte da companhia ocorreu após uma série de similares avisos divulgados pela Toshiba e NEC. No último ano fiscal, a Hitachi divulgou lucro operacional de 342,3 bilhões de ienes e lucro líquido de 104,3 bilhões. A Hitachi também divulgou que planeja pagar dividendo de 3 ienes (US$ 0,02) por ação para o ano fiscal, ante 111 ienes, no ano anterior.Por conta disso, será acelerada ainda a reestruturação com cortes de pessoal e medidas perto de 200 bilhões de ienes (US$ 1,4 bilhão), no próximo ano fiscal. A companhia planeja agora cortar a força de trabalho em 20.930 (15.100 no Japão e 5.830 em outros países), até o final de junho. Haverá a antecipação de aposentadorias e a saída ou redução de operações não-rentáveis em outros continentes.Originalmente, a companhia havia planejado cortar a força de trabalho em 15.900 (11.100 no Japão e 4.800 além mar). O último corte planejado foi de 6,1% da força total de trabalho de 340.939, no final de março de 2001. A Hitachi também vai cortar salários de diretores. Em março, os salários do chairman e presidente serão reduzidos em 20%. O vice-presidente executivo terá corte de 15% no salário mensal.Como parte de um esforço organizacional, Hitachi disse que tem decidido uma cisão do grupo de displays, em outubro. A nova entidade vai empregar 8.200 pessoas e planeja vendas de 240 bilhões de ienes no ano fiscal de 2004, disse a companhia. Em adição, a Hitachi Eletronics Devices, subsidiária dos EUA, vai descontinuar a produção e marketing de tubos de raio de catodo (eletrodo negativo) de televisores coloridos, no final de abril.A unidade dos EUA relacionada à produção será vendida para a Thomson Multimedia da França. A ação vai resultar numa redução da equipe para cerca de 270 pessoas, disse a Hitachi. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.